Motivos para não comprar animais de estimação!

Ao não conhecer as origens de um filhote, você pode estar levando um “problemão” para a sua casa, além de incentivar uma indústria perversa, até mesmo desumana.  A falta de garantia de qualidade da criação pode causar graves problemas de saúde e ser origem de defeitos genéticos graves, além de desvios comportamentais que podem não ter solução.

Quando você compra um cachorro, gato ou mesmo qualquer outro pet sem observar alguns cuidados, sem querer você pode estar dando um incentivo a criadores que não respeitam práticas essenciais em relação aos cuidados básicos com o bem-estar dos animais.

Ao comprar um pet, deve se observar se estas cinco liberdades que devem são atendidas:

  • liberdade psicológica: de não sentir medo, ansiedade ou estresse;
  • liberdade comportamental: expressar seu comportamento normal;
  • liberdade fisiológica: de não sentir fome ou sede;
  • liberdade sanitária: de não estar exposto a doenças, injúrias ou dor;
  • liberdade ambiental: de viver em ambientes  adequados, com conforto.

Essas cinco liberdades animais foram estabelecidas pelo Farm Animal Welfare FAWC  (atual DEFRA – Department for Environment, Food and Rural Affairs, do Reino Unido), e são preconizadas pela WSPA, ONG internacional que combate os maus-tratos aos animais e valem para qualquer animal, seja de estimação ou não.

Podem até existir (raras) exceções, mas lojas de animais, em geral, não atendem a estes pré-requisitos mínimos. O que observamos são vitrines que não oferecem boa qualidade de saúde aos filhotinhos de animais,  que muitas vezes são separados das mães de forma precoce.

O que acontece com o animal que fica exposto na vitrine?

O estresse de ficarem expostos e em contato com muitas pessoas ao longo do dia pode causar problemas comportamentais  no decorrer da vida. Definitivamente crianças batendo no vidro  da vitrine pode ser extremamente estressante e animais podem ficar medrosos  devido a traumas nessa fase da vida.

Estresse causa inúmeros problemas em qualquer organismo. Fisiologicamente os hormônios do estresse que são liberados de forma contínua nessas situações, induzem a menor imunidade deixando o organismo enfraquecido e susceptível a doenças contagiosas. É comum gatos que sofrem de dermatoses, infecções causadas por fungos de forma crônica e de difícil tratamento devido ao estresse.

E, ainda, devido a falhas no manejo e falta de higiene, doenças como sarnas e verminoses podem estar afetando o animal de estimação, além de zoonoses como a giardíase ou esporotricose, que podem passar para os seres humanos.

Seu pet pode estar vindo de uma “fábrica de animais”

Ao comprar um pet na mão de um criador que não observa esses critérios mínimos, você pode estar dando um grande incentivo às chamadas “fábrica de animais”.

Em inglês, existe uma expressão, “animal mills”, ou “moinhos de  animais”, que expressa bem o que alguns criatórios são, mantidos por verdadeiros “gigolôs de animais”, criadores inescrupulosos que não respeitam nenhuma sequer das cinco liberdades básicas do bem-estar animal.

Criadores inescrupulosos ou sem conhecimento permitem que animais com graves problemas de origem genética cruzem, perpetuando doenças dolorosas, como a displasia coxofemoral nos cães, e ainda animais albinos, portadores do gene merle, responsável por surdez e cegueira.

Outro problema é que muitas vezes os intervalos entre partos das matrizes não são respeitados, causando problemas de saúde graves nessas fêmeas, que muitas vezes são descartadas após o final de sua vida reprodutiva.

Ser mãe cansa! O risco das gestações repetidas nas cadelas e gatas

Não observar as condições de ambiente adequadas podem levar a problemas graves, como atrofias musculares ou comportamento estereotipado,  movimentos repetitivos, sem sentido e obsessivos. Tudo isso já foi observado em animais que foram mantidos em cativeiro de forma inadequada, devido à falta de socialização com outros animais e mesmo com humanos.

Esta realidade é muito comum também no Brasil, algumas cidades como Curitiba já realizaram grandes apreensões de fábricas de filhotes, a Ong Viva Bicho já resgatou matrizes descartadas, já recebeu e recebe diversos cães de raça que chegam ao abrigo pelos mais variados motivos.

Amigo não se compra! Ao adotar você dá uma nova chance a um animal abandonado e não contribui com a exploração de animais inocentes.

ADOTAR É UM ATO DE AMOR! 

Fonte: Agenda Pet, disponível em: http://www.agendapet.com.br/2014/03/por-que-comprar-animais-de-estimacao-em-feiras-ou-pet-shops-e-uma-furada.html

1 2  3

 

 

Esta entrada foi publicada quarta-feira, abril 16th, 2014 às 10:11 dentro de Adote, Maus tratos, Notícias. RSS 2.0 Both comments and pings are currently closed.